Piloto vianense de ralis promove campanha infantil de prevenção rodoviária

O piloto vianense de ralis, Renato Pita, tem vindo a promover o projecto “Etapa Segura – campanha infantil de prevenção rodoviária”. O projecto teve inicio em 2012 nas Escolas Básicas de Viana do Castelo, seguindo para mais localidades do país, percorrendo de norte a sul e contando até à data com a participação de mais de 70.000 crianças.

Atleta de alta competição, actualmente a participar no Campeonato da Madeira de Ralis, Renato Pita foi até 2016 o português com maior número de provas realizadas no FIA European Rally Championship.

Em Portugal, participou em todos os escalões dos campeonatos de ralis, onde foi campeão regional e vice campeão nacional 2RM. Em 2017, viveu o momento mais alto da sua carreira ao sagrar-se Campeão do Tour European Rally 2WD Trophy. No ano seguinte, volta a repetir o mesmo campeonato e sagra-se vice-campeão.

Para além da sua componente desportiva enquanto atleta de alta competição, Renato Pita, tem uma forte participação na sociedade em que vivemos. Com o “Etapa Segura – campanha infantil de prevenção rodoviária”, leva até às crianças importantes noções sobre o comportamento a ter na utilização da via pública.

Em 2016, apresentou na cidade da Maia, localidade onde reside, o livro infantil “De mãos dadas com a segurança”, escrito por Isabel Zambujal e inserido no Plano Nacional de Leitura.

Todo o seu percurso e a sua conduta, mereceu o reconhecimento da Secretaria de Estado do Desporto e Juventude, para a nomeação de Embaixador para a Ética no Desporto. Desde 2013 que participa em inúmeras palestras e seminários sobre o programa “Move-te por Valores” , organizado pelo Instituto Português do Desporto e Juventude.

São inúmeras as histórias que preenchem os seus 15 anos de carreira, retratados numa mostra fotográfica que juntamente com os seus troféus e carros com os quais conquistou os seus títulos mais importantes, tem percorrido vários espaços dos país, através da exposição “Renato Pita – 15 anos de carreira desportiva”.

Leave a Comment