Vila Nova de Cerveira limpa floresta para prevenir risco da ocorrência de incêndios

À semelhança do praticado em 2018, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, tem realizado, ao longo dos últimos meses, um conjunto de intervenções e ações no concelho e em cooperação municipal, de forma a prevenir o risco da ocorrência de incêndios florestais e a salvaguarda da segurança e bem-estar de pessoas e seus bens. Aos diversos trabalhos de limpeza florestal executados, junta-se a recente eleição, por unanimidade, dos órgãos sociais da AMAMINHO – Proteção Civil – Associação de Municípios do Alto Minho – Proteção Civil Municipal.

Entre as medidas já implementadas no terreno destaca-se a execução de cerca de 40ha de faixas de gestão de combustível não só nas freguesias prioritárias (nível I e II), mas também em determinadas zonas que, apesar de não integrarem os critérios delineados pelo Governo, o Município cerveirense identificou como necessárias para uma intervenção pontual; a concretização de ações de fogo controlado em vários pontos do concelho, perfazendo uma área total intervencionada de 110ha; acresce ainda 5km de corta-fogos e a intervenção em caminhos florestais previamente identificados como fundamentais, perfazendo cerca de 10km.

Para além destas empreitadas de beneficiação, de investimento municipal, cofinanciadas e/ou colaboração, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira dinamizou ainda um conjunto de sessões de sensibilização e informação junto das populações de todas as freguesias do concelho, no âmbito dos programas nacionais “Queima Segura 2019” e da “Operação Floresta Segura 2019”.

A nível supramunicipal, e após legalmente constituída, a AMAMINHO – Proteção Civil – Associação de Municípios do Alto Minho – Proteção Civil Municipal, acaba de eleger, por unanimidade, os seus órgãos sociais, de forma a que, até ao final do ano, seja elaborado e apresentado o plano de atividades para 2020.

Em reunião realizada na passada segunda-feira, em Vila Nova de Cerveira, ficou determinada a constituição conjunta do Conselho Diretivo pelos presidentes das Câmaras Municipais de Vila Nova de Cerveira e de Valença, e por dois secretários (um de cada Município), em sistema rotativo, pelo que a presidência neste primeiro mandato (dois anos) fica a cargo do autarca Fernando Nogueira. De salientar que em causa está a concretização do primeiro Centro Intermunicipal de Proteção Civil do país, a ser instalado no Aeródromo do Alto Minho – Cerval, prevendo-se uma candidatura conjunta a fundos comunitários com um investimento de 1,2 milhões de euros.

Leave a Comment