Ponte de Lima decreta um dia de luto municipal em memória Zé Cachadinha

“Com um sentimento de profunda tristeza e pesar recebemos a notícia da morte de Zé Cachadinha, um dos intérpretes maiores dos nossos cantares tradicionais”, lê-se na nota da Câmara de Ponte de Lima, que a Rádio Geice teve acesso.

Natural da freguesia de Bárrio, Ponte de Lima, José cachadinha, foi durante décadas um dos rostos mais emblemáticos “das nossas seculares festas e tradições”.

Com o seu desaparecimento, a 10 de junho, Dia de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas, apaga-se também uma das vozes mais inconfundíveis e genuínas das cantigas ao desafio.

O que já não se apaga é o seu contributo ímpar na valorização e perpetuação deste modo de cantar e tocar, que se tornou tão singular e típico do território que o viu nascer, mas que ele procurou levar até bem longe, projetando Ponte de Lima, o Minho e Portugal junto das Comunidades Portuguesas espalhadas pelo mundo.

O Município de Ponte de Lima associa-se a todos os que lamentam a perda inestimável deste alto representante e embaixador do nosso património cultural imaterial e manifesta à família enlutada as mais sentidas condolências.

Face ao exposto e “atendendo ao modo como sempre soube prestigiar o nome da nossa Terra, manifestamos um voto de pesar pelo seu falecimento, declarando um dia de luto municipal, dia 12 de junho, em memória do Homem e Artista que foi o Sr. José da Silva Sousa (Zé Cachadinha), colocando-se a Bandeira de Ponte de Lima a meia haste”.

O corpo encontra-se em câmara ardente na Capela de Nossa Senhora da Abadia, no Bárrio, saindo amanhã, quarta-feira, dia 12 de junho, para a Igreja Paroquial do Bárrio, realizando-se depois a Missa de Corpo Presente às 18h30, seguida do funeral.

Leave a Comment