EDP Vilar de Mouros aposta na mobilidade e instala duas plataformas no recinto para melhorar acessos

Das várias novidades da edição 2019 do EDP Vilar de Mouros destaca-se a aposta na mobilidade, nomeadamente na mobilidade reduzida, com duas novas plataformas no recinto, com melhoria de acessos e estacionamento próximo da entrada, no âmbito da campanha “A música é para Todos” desenvolvida com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. A mobilidade para o recinto, com aposta na sustentabilidade, é também reforçada com a disponibilização de bicicletas gratuitas entre Caminha e o festival, com dois pontos de recolha/entrega, que fazem igualmente a ligação entre as praias fluvial e marítima.

Mas mais novidades existirão na edição 2019 do EDP Vilar de Mouros para marcar a política de sustentabilidade. Aposta na redução de utilização de plástico, com a instalação de tendas ecológicas, feitas de cartão. Aposta na reutilização de recursos hídricos, com instalação de um sistema de reutilização das águas dos chuveiros para as sanitas. Aposta na compostagem, com a criação de uma central de compostagem para devolução aos terrenos de toda a vegetação cortada nos 20 hectares que são utilizados no festival (recinto, camping, parques de estacionamento), em que todos os trabalhos de corte de vegetação para o festival serão conduzidos para essa central, que irá naturalmente transformar os resíduos verdes em composto para mais tarde adubar os terrenos da população agrícola local. Aposta na vertente social, com a criação de uma central de recolha de roupa, no centro de Caminha, com o apoio da Coca-Cola, que depois será selecionada e distribuída pela população carenciada do concelho.

A edição 2019 do EDP Vilar de Mouros fica assim marcada pelo aumento da área do recinto dos concertos em mais 6.000m2 – alcançando os 20.000m2,o palco MEO, uma pista de dança com DJs que irão animar os festivaleiros no final da noite, aumento de 1/3 da área da alimentação, aumento da capacidade da zona de camping (mais 1.000 tendas) e aumento do espaço de estacionamento (mais 2.500 carros). Tudo isto vai permitir um maior conforto aos festivaleiros.

O transfer gratuito em autocarro panorâmico entre Caminha e o Festival mantém-se, com o patrocínio da Óptica Pitosga, com paragens no Terreiro (Caminha), na estação de comboios e no Festival.

Os bilhetes estão disponíveis nos locais habituais e na Ticketline. O bilhete diário tem o custo de 35 euros e o passe para 3 dias, que inclui acesso gratuito ao campismo, custa 70 euros.

Leave a Comment