Adega Cooperativa de Monção conquista Ouro no concurso Mundus Vini

A Adega Cooperativa de Monção, um dos maiores produtores de Vinho Verde e localizada na sub-região de Monção e Melgaço arrecadou 3 distinções no importante concurso Mundus Vini, resultados divulgados durante a maior feira do Mundo do Setor do Vinho, ProWein Alemanha 2019.

“Alvarinho Deu La Deu” e “Muralhas de Monção” receberam 2 das 37 medalhas de ouro – Grand Gold – e que atestam a qualidade superior dos vinhos premiados. O “Alvarinho Deu La Deu Reserva” arrecadou uma medalha de prata.

Durante 6 dias, cerca de 260 especialistas de vinho oriundos de 5 países, provaram e avaliaram mais de 7.200 vinhos provenientes de 150 regiões vinícolas de todo o mundo.

O presidente da Adega de Monção, Armando Fontainhas, referiu a importância de participar num concurso de referência mundial que reúne os melhores produtores e júris de todo o mundo. “Os 3 vinhos que levámos a concurso da nossa Adega, foram todos reconhecidos pela crítica e trazemos para casa 3 medalhas: 2 de ouro e 1 de prata. Isto é o reconhecimento do trabalho dos nossos cooperantes e desta equipa fantástica da Adega de Monção.”, referiu.

O Mundus Vini realizou a 24ª edição deste evento de renome internacional, em Weinstrasse, na Alemanha.

Adega Cooperativa de Monção

Fundada a 11 de outubro de 1958, por iniciativa de 25 viticultores, a adega encontra-se situada em plena Região Demarcada dos Vinhos Verdes, na sub-região de Monção e Melgaço, onde a casta Alvarinho é melhor representada.

Esta sub-região da Região dos Vinhos Verdes é onde o Alvarinho tem origem e onde iniciou a sua evolução, o que aconteceu mesmo antes da existência de qualquer registo escrito.
A adega agrega 1.600 sócios cooperantes e tem uma área vinícola de 1.151Hz.

Leave a Comment