Viana do Castelo acolhe concerto de homenagem às vítimas dos incêndios

Viana do Castelo vai acolher, este domingo, a obra “Requiem à Floresta Portuguesa”, da compositora checa Martina Vídenová, que pretende chamar a atenção para a perda dos ecossistemas nativos. O concerto tem um custo de 5 euros e decorrerá no Teatro Sá de Miranda, pelas 17h30.

O concerto surge depois de a compositora ter assistido aos fogos que afetam ciclicamente Portugal, sendo também uma homenagem às vítimas dos incêndios e às suas famílias.

O concerto vai contar, essencialmente, “com os mesmos músicos que gravaram o ‘requiem’”, muitos deles membros da Orquestra e Coro da Casa da Música, tendo como maestro David Wyn Lloyd.

Maritna Vídenová, que trabalha como compositora musical para cinema, explicou que a ideia de compor o ‘requiem’ surgiu depois dos grandes incêndios de 2017.

“O ‘requiem’ é uma missa para os mortos, normalmente tocada num contexto de um funeral. Com esta obra, queria dizer que as florestas nativas portuguesas estão a morrer e não podemos ignorar isso. Depois da grande perda de vidas humanas em 2017, quis também dedicar a música às vítimas, para honrar a sua memória”, explanou.

Para além do concerto e do lançamento do disco, será também inaugurada uma exposição de fotografias de incêndios que tirou durante os últimos seis anos, em Portugal.

Para além do apoio de particulares e da Câmara de Viana do Castelo, o projeto contou com o apoio da Lipor, do Instituto Camões e do Conservatório de Música do Porto.

Leave a Comment