Pesca da lampreia nas pesqueiras do rio Minho começa hoje e prolonga-se até maio

A pesca da lampreia na zona das pesqueiras, construções de pedra nas margens do rio Minho, inicia-se hoje, prolongando-se até meados de abril. Neste período, centenas de pescadores entre Lapela, em Monção, e o concelho de Melgaço, vão “atirar-se” ao rio para a apanha deste afamado ciclóstomo.

Por força do Regulamento de Pesca no Troço Internacional do Rio Minho, o uso do colete de salvação é obrigatório. Uma medida aprovada pela Comissão Internacional de Limites entre Portugal e Espanha, surgindo na sequência de dois acidentes mortais registados no último ano.

Desde 15 de janeiro até 15 de abril, decorre a iniciativa “Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência”, partilhada pelos seis concelhos do Vale do Minho. No caso de Monção, participam 23 restaurantes localizados no centro histórico da localidade e em várias freguesias do concelho.

Dados recentes da Capitania de Caminha, referem que estão registadas 660 pesqueiras na margem portuguesa, das quais 130 estão ativas. Presentemente, decorre o processo, encabeçado pelo Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Rio Minho, para distinguir aquelas estruturas seculares como Património de Interesse Nacional.

Leave a Comment