Estreia d’ “A Relíquia” de Eça de Queirós em Viana marca terceira conversa do “Ouvir e Falar”

A estreia d’ “A Relíquia” de Eça de Queirós, em Viana do Castelo, apresentada pelo maestro António Victorino de Almeida e Madalena Garcia Reis, marcou a terceira conversa do “Ouvir e Falar” que teve como figura principal o político João Barroso Soares. O espetáculo decorreu no último sábado, no Teatro Municipal Sá de Miranda.

“A Relíquia é uma peça com quem tenho uma simpatia muito especial, porque gosto imenso de escrever para teatro”, confessou o maestro, explicado que “esteve dois anos em cena”.

A conversa que, segundo João Soares, “foi uma experiência absolutamente deslumbrante” contou, ainda, com a participação especial de Nádia Sousa que proporcionou um momento dedicado à canção francesa.

A próxima conversa realiza-se no dia 23 de fevereiro com o ator brasileiro Lima Duarte e contará com participações especiais de Camané, Gil Godinho e Carlos Azevedo Trio.

O ciclo de conversas com música tem entrada livre e é um projeto da Câmara Municipal de Viana do Castelo, promovido pelo maestro António Victorino D’ Almeida e Miguel Leite.

Leave a Comment