Rali: Recirosa Competições com prova agridoce em Viana do Castelo

A equipa vianense, Recirosa Competições, marcou presença no Rali de Viana do Castelo com dois carros e duas duplas. Márcio Pereira e Patrícia Pereira em Renault Mégane e a equipa estreante em ralis, António Alves e João Bompastor Ferreira a bordo do competitivo Toyota Yaris.

Márcio e Patrícia Pereira entraram nesta prova com o objetivo principal de testar as alterações feitas ao Renault Mégane e levá-lo até ao final do rali, recuperando assim a confiança no carro. Ao longo do fim de semana, os melhoramentos demonstraram-se eficazes e a equipa mostrou-se novamente confiante.

Márcio conta que começou o rali um pouco “desconfiado” mas que aos poucos ganhou confiança no carro.

“Entramos no sábado com algum receio pois este carro já nos pregou algumas partidas e acabamos por perder a confiança que tínhamos nele. No entanto, durante a prova foi-nos demonstrando que estava apto para voltar a ser competitivo e isso fez-nos apostar mais durante o rali.”

A dupla teve um fim de semana sem grandes problemas, só contando com um corte exagerado em Outeiro 1 que lhes condicionou a direção, terminando o resto dos troços da manhã com o carro desalinhado. Já no final do rali, o esforço da dupla e da assistência viu-se recompensado com um excelente 8º lugar na geral, 1º no grupo X2 e 4º lugar no Troféu CIN.

“Apesar de tudo, terminamos a prova num lugar positivo tendo em conta a nossa falta de ritmo. Resta-nos agradecer a todos os que acreditaram em nós e nos apoiaram, amigos e patrocinadores, nomeadamente: S.B.L ; Recirosa, lda ; Biojaq ; Churrasqueira Santa Marta ; Recirosa Automóveis; QuimiViana ; Micro Di; Viana Papel; Araújos Oficina Geral; Reboques Silva Pereira; Mário Sá – Arquitetos; Granjas eletrodomésticos; J.C.Loureiro e Filhos e aos que ajudaram de forma anónima o nosso obrigado também“, agradece o piloto.

A dupla, António Alves e João Bompastor Ferreira, que tiveram a sua estreia neste rali a bordo de um Toyota Yaris, contaram com um fim de semana mais atribulado, acabando mesmo por ter uma saída de estrada em Outeiro 1, que ditou o abandono da prova.

“Apesar de termos andado pouco, pelo cancelamento de troços no sábado e pelo abandono no domingo, foi uma experiência nova e muito enriquecedora e apesar de desistência, encontramos um público muito divertido que nos animou num momento de desmotivação. Agradecemos ao grupo de adeptos que nos receberam na sua casa e nos trataram como um deles. Foram incriveis!“, agradeceu António Alves.

O navegador João Bompastor Ferreira também gostou da experiência e espera repetir: “Sem dúvida, uma experiência a repetir! Agradecemos a todos pelo imenso apoio que sentimos e a toda a equipa de assistência pelo excelente trabalho. Queremos deixar um enorme obrigado aos nossos patrocinadores. NortAluga ; Hospital Particular de Viana ; Cemento Cosmos ; Pulmor; Recirosa ; Talina Publicidade; Dentolimia; Neopop; Health4trab. Para o ano há mais!”

A Recirosa Competições não esqueceu o acidente que acabou por marcar esta edição do Rali de Viana e mostra-se triste pelos acontecimentos.

“Este rali ficou marcado por uma saída de estrada de um dos concorrentes que acabou por atingir público e lamentavelmente uma vítima mortal. A nossa equipa, Recirosa Competições, gostaria de endereçar uma palavra de consolo à família do Sr. Salgado. Infelizmente são situações que podem acontecer no nosso desporto. Quanto à equipa envolvida no incidente, endereçamos também uma palavra de alento e força e desejar que não desistam deste nosso desporto”.

Notícias relacionadas

Leave a Comment