Viana: Prepara-se a 28ª edição do Bife da Páscoa de Cardielos

O Bife da Páscoa de Cardielos, freguesia do concelho de Viana do Castelo, é uma tradição que se vai realizar pela 28ª vez nesta época pascal. Neste evento, homens – e apenas homens – almoçam um bife no dia do “Sábado Aleluia”. Este almoço, organizado pelos “Amigos do Bife”, contou com 520 participantes no ano passado. Para conseguir alimentar toda a gente, são necessários perto de 500 quilos de carne, cerca de 40 animais.

Eugénio Cerqueira, membro da organização, revelou à GEICE que, embora este almoço se realiza há 28 anos, a tradição original remonta há mais de 7 décadas. Visto que na Sexta-Feira Santa era preciso fazer jejum, um grupo de amigos começou a celebrar o dia seguinte com um bife. Depois, começaram a organizar este evento anualmente, e ficou assim criada a tradição. “Isto começou com um grupo de amigos, e hoje estamos na ordem dos 500”, afirmou o responsável. No entanto, Eugénio Cerqueira sublinha que “mais do que isto não podemos meter porque as condições também já não o permitem”, revelando que já “houve um ano em que estivemos 575, mas já era demasiado”.

A nível de logística, apesar deste evento já se ter realizado em diversos sítios, nomeadamente no restaurante Pedra Alta ou no Monte de São Silvestre, nos últimos anos tem decorrido na Quinta do Carvalho, em Santa Marta de Portuzelo. Segundo explicou Eugénio Cerqueira, a organização leva a carne escolhida para o local, já partida, onde os funcionários só têm o trabalho de a cozinhar.

A organização é toda “de um nível amador”, realçou Eugénio Cerqueira, dizendo que na equipa constam pessoas “da área da construção, dos automóveis, dos seguros”. “Nós não vivemos disto”, confessou, admitindo que se trata mais “de um capricho e do prazer de conseguir juntar um determinado número de homens sentados à mesa”.

Além disso, o almoço também tem uma componente solidária, na qual uma quantia de dinheiro é atribuída a uma instituição de cariz social. Muitas vezes, a organização faz questão que esta seja uma instituição local. “Não pensamos só em nós, também pensamos no outro lado”, rematou, precisando que “na nossa freguesia também temos pessoas carenciadas”.

Atualmente, já há mais de 150 inscrições para este almoço, que podem ser feitas junto de Eugénio Cerqueira, que deixou o aviso de que “as inscrições vão depressa”.

Leave a Comment