Remo: V Regata Internacional de Fundo contou com 270 participantes

Decorreu este fim de semana, em Viana do Castelo, a 5ª edição da Regata Internacional de Fundo – Centro de Mar, da modalidade de Remo, que totalizou 264 participantes repartidos em mais de 40 equipas. Várias nacionalidades foram representadas, com conjuntos oriundos de França, Inglaterra ou até Polónia, através da presença Warsaw Rowing Association, que tem a ex-campeã mundial Agnieszka Renc. O destaque desta edição vai para a promoção e inclusão do remo adaptado, com a participação da equipa italiana “Shell 8+ Open Mind”, do clube Società Canottieri Armida em Turim, composta por atletas entre os 18 e 30 anos com deficiência intelectual-relacional.

Este domingo, realizaram-se as provas de quadris femininas, juniores e absolutas (séniores), assim como a prova rainha do evento: a regata de fundo em circuito por equipas de 8, na distância de 6.500 m, que saiu da Praça da Liberdade e terminou frente ao Centro de Remo.

Nas categorias de quadris femininas, a prova de juniores foi vencida pelo Clube Naval Infante D.Henrique, de Gondomar enquanto a vitória na prova de absolutas foi para o Sport Clube do Porto. A prova Shell 8+ de fundo também contou com uma vertente júnior, ganha pela equipa da casa, o Viana Remadores do Lima (VRL). O Shell 8+ absolutos, prova rainha do fim de semana, foi vencida pelo Remo Clube Fluvial Portuense, seguido pelo Clube Naval Infante D.Henrique e a Associação Académica de Coimbra a fechar o pódio.

Luís Teixeira, presidente da Federação Portuguesa de Remo, esteve presente no evento e revelou à GEICE que o “Viana Remadores do Lima faz um excelente trabalho” e que o evento é “muito bem organizado”. O presidente da Federação sublinhou ainda que a realização de eventos deste calibre, com presenças de atletas internacionais, é “mais um fator de promoção, de divulgação, e de motivação para quem pratica” a modalidade. “A parte competitiva é muito importante para os atletas terem objetivos durante a época e este evento tem grande impacto nacional”, afirmou o presidente.

 O presidente do Viana Remadores do Lima, José Esteves, disse à GEICE que “a evolução [do evento] tem sido sustentada em número de atletas e de países participantes”, pelo que são as organizações internacionais que pretendem participar, visto que “não há muitas provas a nível europeu com este formato de regatas de longa distância”. O dirigente também fez questão de realçar o investimento realizado pela autarquia de Viana através do Centro do Mar que intervém para a dinamização dos desportos náuticos a nível local, referindo que “ajuda imenso”.

No sábado, realizou-se um conjunto de 20 regatas de Sprint na distância de 400 metros na Doca Gil Eanes de Viana do Castelo.

Paralelamente ao evento, está a decorrer até 16 fevereiro a exposição de fotografia “Regata Internacional Centro de Mar” na Santa Casa de Misericórdia de Viana do Castelo, situada na Praça de República, onde figuram alguns dos principais momentos de remo registados pelos fotógrafos Delfina Brochado, Arménio Belo, Laureano Freixo, Matias Novo, Miro Cerqueira, Vítor Roriz, José Esteves, Jaime Pereira, Luís Gonçalves.

Notícias relacionadas

Leave a Comment