Cerveira candidata projetos no valor de 3 milhões para saneamento de 2.200 cerveirenses

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira pretende dotar o concelho de mais e melhores infraestruturas de saneamento básico e nos próximos dois anos, entre 2018 e 2019, deverá investir cerca de 3 milhões de euros para beneficiar cerca de 2.200 cerveirenses. Com este objetivo, o executivo acaba de aprovar oito projetos de execução, que serão agregados em três candidaturas a submeter ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

Consolidando a estratégia municipal de âmbito ambiental ao nível da recolha de águas residuais para drenagem preferencialmente gravítica, a autarquia cerveirense pretende aumentar a taxa de cobertura de saneamento em todo o território, passando dos atuais cerca de 70% para mais de 85% em 2019.

Fernando Nogueira, autarca local, refere que “a conclusão da rede de saneamento, atingindo uma taxa de cobertura próxima dos 100%, tem sido um dos nossos principais esforços e estamos no bom caminho, nem sempre ao ritmo que desejamos, mas nunca desperdiçando uma oportunidade”. Explica o responsável que se obtiverem a aprovação destas candidaturas,” trata-se de uma verba muito significativa para uma autarquia da nossa dimensão, pois teremos de suportar cerca de meio milhão de euros, mas quando está em causa a melhoria da qualidade de vida das populações, é sempre um excelente investimento”.

Do pacote de projetos de execução consta a implementação do sistema de águas residuais domésticas em duas freguesias ainda não abrangidas – Sopo e Cornes -, cuja primeira fase praticamente pode garantir o serviço à totalidade das populações. Para Reboreda e Nogueira os trabalhos identificados consistem na extensão da rede de saneamento básico existente às ruas da Bemposta e de S. João, e às ruas da Costa, da Pedreira, de S. Tiago e do Tojal, respetivamente. Devido à existência de infraestruturas demasiado antigas no concelho, há ainda projetos que abrangem a ampliação e remodelação de redes, nomeadamente em Campos (nas ruas do Caminho Velho, Cortinhal e Chaquel), e em Loivo (Senhora do Porto); já em Vila Nova de Cerveira perspetiva-se a modernização no Bairro da Alto das Veigas, Bairro da Calçada e Bairro do Lourido; e ainda a requalificação das infraestruturas de saneamento básico na EM 516.

De realçar que os projetos de execução vão ser submetidos ao POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos), que poderá comparticipar até 85% do investimento estimado. Se as três candidaturas tiverem parecer favorável, o prazo de execução é de dois anos (2018 e 2019) e vão beneficiar cerca de 2.200 cerveirenses.

Notícias relacionadas

Leave a Comment