Câmara de Viana quer mais alunos portadores de incapacidade e deficiência nas aulas de náutica

Com o objetivo de dar continuidade ao projeto “Náutica para Todos”, que nasce do inovador projeto camarário “Náutica nas Escolas”, onde os alunos praticam, curricularmente, atividades náuticas de surf, canoagem, remo e vela, a Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou um protocolo para reforço da atividade. Uma vez que é pretensão dos Agrupamentos de Escolas a inclusão de alunos sinalizados com necessidades educativas especiais existentes nas diversas turmas dos estabelecimentos de educação e ensino, que frequentem a natação no 1º ciclo do ensino básico e as atividades náuticas do segundo e terceiros ciclos, será renovado o protocolo iniciado no passado ano letivo.

Se, numa primeira fase e durante o ano letivo de 2016/2017, o projeto se cingia aos alunos com deficiência da Unidades especializadas dos Agrupamentos de Escolas de Abelheira e Monte da Ola, agora o projeto pretende alargar-se. O protocolo tem por isso em consideração o apoio aos 32 alunos de 13 turmas do ensino básico e a pretensão de alargar a todos os agrupamentos de escolas a prática curricular da natação e das atividades náuticas aos alunos com deficiência, bem como dar resposta a outros projetos que envolvem a autarquia durante o ano, tornando-se necessário dar continuidade ao protocolo existente entre o Município e a APPACDM, que, redimensionado no aumento de alunos a apoiar, exige outras condições técnico-pedagógicas em simultâneo.

O “Náutica para Todos” perspetiva a inclusão nas atividades curriculares na expressão físico-motora, atividades adaptadas, em todas os estabelecimentos de educação e ensino dos agrupamentos, proporcionando aos alunos portadores de incapacidade e deficiência a prática incluída na respetiva aula. Esta perspetiva de igualdade de oportunidades a todos os cidadãos assenta na interação entre o Município, a APPACDM e os Agrupamentos de Escolas.

Este projeto encaixa no grande projeto municipal de Náutica nas Escolas, que abrange este ano letivo 1615 alunos de sete agrupamentos com nove escolas, correspondendo a 79 turmas. Recorde-se que o projeto Náutica nas Escolas agrega as vontades dos agrupamentos escolares, dos clubes náuticos do concelho e da Câmara Municipal, implementando aulas de surf, canoagem, remo e vela enquanto atividades letivas curriculares nas disciplinas de Educação Física, desenvolvidos nos centros náuticos de remo, canoagem e vela e no Centro de Alto Rendimento de Surf.

Notícias relacionadas

Leave a Comment